Quero agradecer os vários emails que tenho recebido e o carinho de todos que me visitam. Criei esse blog com o único objetivo de trocar ideias no trabalho com crianças na igreja. Também posto as lições de cada trimestre, que retiro do site http://www.advir.com/criancas/ onde baixo todos os auxiliares. Por isso não vejo a necessidade de colocar aqui, todas as partes de cada lição. Até quando puder continuarei postando apenas as histórias das lições, que estão nos auxiliares. Além de atividades e outras coisas mais. Espero estar ajudando e gostaria também de receber ideias novas. E assim continuar com esse site, que considero um trabalho na obra de Deus. Um grande abraço. Malu

domingo, 23 de maio de 2010

Missões Mundiais

Sábado, 29 de maio de 2010

image

A decisão de Alex

A história de hoje aconteceu na ilha da Madeira, uma província de Portugal.

Alex mora com o pai e a avó desde a morte da mãe, quando ele ainda era pequeno. A mãe era adventista, mas a família de seu pai não professa a mesma fé. Por isso, as tias maternas buscam Alex no fim de semana para levá-lo à Escola Sabatina. Ele cresceu se considerando adventista do sétimo dia.

O dilema

Certo dia, a avó de Alex disse que ela gostaria muito que ele fosse à sua igreja, coisa que ele não gostaria de fazer. Ele gostava da Escola Sabatina e não queria, segundo imaginava, entristecer a Jesus frequentando outra igreja. Conversou com uma das tias sobre o problema e ela explicou que Jesus deseja que O sigamos. Se, algumas vezes, ele acompanhasse a avó somente para agradá-la, Jesus não ficaria triste. Finalmente, Alex, concordou em ir à igreja da avó pelo menos de vez em quando, mas em seu coração ele sabia que desejava ser membro da Igreja Adventista.

Alex continuou frequentando a igreja adventista com seus tios e tias. Ele ingressou no Clube de Aventureiros, que se reunia aos sábados à tarde. “As crianças da igreja estudam em diferentes escolas”, Alex diz, “por isso gostamos de passar o sábado juntos, realizando atividades que amamos. Gosto, especialmente, de andar nas trilhas e acampar nas montanhas. Aprendemos a ser melhores cidadãos e partilhar a fé com os outros.”

Algumas vezes, a avó preparava alimentos impuros para o jantar. Alex os recusava e educamente pedia um sanduíche. Certo dia, Alex mostrou para a avó os textos bíblicos baseado nos quais ele se recusava a comer certos tipos de alimentos. Ela os leu calmamente e concordou com um aceno de cabeça, dispondo-se, então, a preparar somente os alimentos que Alex podia comer.

Partilhando a fé

Alex percebeu que o pai e os avós deixaram de zombar de suas crenças. Algumas vezes até faziam perguntas a respeito delas.

– Vovó me pergunta sobre o que fazemos na igreja e por que guardamos o sábado e não o domingo. Respondo sempre da melhor maneira que posso e quando não sei a resposta, pergunto à minha tia.
Alex sabe que outras crianças cujos familiares não pertencem à igreja adventista enfrentam os mesmos desafios que ele enfrenta.

– Desejo lhes dizer que é mais importante manter nossa união com Deus, ouvir Sua voz e seguir Suas instruções – diz. – Quando oro, espero ouvir a voz de Deus e pergunto o que Ele deseja que eu faça.

Essa é uma boa lição para todos nós. Devemos pedir a Deus que nos dirija diariamente e nos mostre o que devemos fazer. Esse é um meio de partilhar nossa fé. Outra maneira de testemunhar é dar nossas ofertas missionárias para que outras crianças possam ouvir que Jesus as ama.

Notícias Missionárias

Madeira é uma ilha que faz parte de Portugal. As pessoas falam português. Assim como em Portugal, em Madeira muitas pessoas seguem o catolicismo.

Cerca de 300 pessoas em Madeira são adventistas do sétimo dia. A Escola Adventista de Ensino Fundamental em Funchal, capital, está a serviço das famílias adventistas, mas também está disponível para as famílias não adventistas. De cada dez crianças que frequentam a escola, apenas uma vem de família adventista. A escola é um verdadeiro campo missionário.

Parte da oferta do décimo terceiro sábado ajudará no crescimento e modernização dessa escola, para que mais crianças e suas famílias aprendam sobre o amor de Deus.

Um comentário:

Maristela disse...

Passando pra dizer um |olah| e dizer que tem selinho para vc no meu blog. Bjos.