Quero agradecer os vários emails que tenho recebido e o carinho de todos que me visitam. Criei esse blog com o único objetivo de trocar ideias no trabalho com crianças na igreja. Também posto as lições de cada trimestre, que retiro do site http://www.advir.com/criancas/ onde baixo todos os auxiliares. Por isso não vejo a necessidade de colocar aqui, todas as partes de cada lição. Até quando puder continuarei postando apenas as histórias das lições, que estão nos auxiliares. Além de atividades e outras coisas mais. Espero estar ajudando e gostaria também de receber ideias novas. E assim continuar com esse site, que considero um trabalho na obra de Deus. Um grande abraço. Malu

domingo, 30 de dezembro de 2012

O Primeiro Arranha-Céu

Lição 1 Primários 5 de janeiro de 2013

image

VERSO PARA DECORAR “Deus não trata as pessoas com parcialidade, mas [...] aceita todo aquele que o teme e faz o que é justo.” Atos 10:34, 35.

Resumo da Lição

Depois do dilúvio, Deus disse a Noé e sua família: “Tenham filhos e se espalhem pela Terra.” Com o passar do tempo, pessoas sem religião decidiram construir uma torre na planície de Sinear, a fi m de proteger-se de um futuro dilúvio. Começaram a construir com tijolos e usavam piche como massa. Deus os impediu de continuar ao confundir-lhes o idioma. Eles se separaram de acordo com o idioma que falavam e se espalharam pela Terra. Esta lição fala sobre serviço. Servir os outros é algo que requer compreensão das suas necessidades. As pessoas podem ser diferentes de nós, mas ainda assim têm necessidades que podemos satisfazer ao ajudá-las. Deus deseja que ajudemos os outros, inclusive aqueles que são diferentes de nós.

Decoração da Sala

Durante este mês, enfatizar o trabalho conjunto para construir alguma coisa. Usar gravuras de trabalhadores de construção, ferramentas, prédios em construção, etc. Se possível, manter um “cantinho da construção” onde as crianças possam usar blocos, caixas e outros objetos para construir alguma coisa.

Lição Bíblica

Vivenciando a História

Vestir as crianças com roupas dos tempos bíblicos. As crianças farão como se estivessem trabalhando na construção da torre. Formar quatro grupos. Designar a cada grupo uma das palavras abaixo. Quando eles ouvirem aquela palavra mencionada na história da lição, deverão fazer o som ou a ação descrita abaixo. Para começar, todas as crianças devem estar juntas em um grande grupo. Palavras: Ações: martelos bater o punho fechado na outra mão tijolos com duas pedras pequenas, bater uma pedra na outra piche passar sobre a cadeira a mão aberta com dedos juntos, como se fosse um “pincel” pá(s) virar-se para a pessoa do lado e estender a mão Vocês sabem por que pessoas de diferentes países falam idiomas diferentes? Tudo começou na Torre de Babel. Muito tempo atrás, algumas pessoas acharam que deviam construir uma torre que chegasse até o céu. Assim, fizeram tijolos. Recolheram piche em grandes baldes. Juntaram todos os martelos que conseguiram e pediram que todos os que pudessem trouxessem pás ao local da construção. Então, começaram a trabalhar! Deus observava enquanto o povo construía sua torre. Deus não estava satisfeito. Depois do dilúvio, Ele lhes dissera que se espalhassem para viver na superfície de toda a Terra. Mas aquelas pessoas não estavam obedecendo. Estavam se aglomerando em uma cidade. Por isso, Deus resolveu fazer alguma coisa. Ele confundiu o idioma, as palavras que falavam. Quando as pessoas tentavam falar umas com as outras, suas palavras eram trocadas. E assim, não conseguiam entender uns aos outros. – Preciso de mais tijolos – deve ter pedido um dos trabalhadores. Seu ajudante não entendendo o que pedira, deve ter pedido aos homens lá embaixo: – Mandem uma carga de piche. – Pás! – gritam os homens lá embaixo. – Estamos mandando pás! Vocês podem imaginar quão zangados ficaram os ajudantes, quando as pás chegaram. – Nós não pedimos pás – gritam eles. – Pedimos piche, estão entendendo? Piche! Aquela massa preta! – Ah! Martelos – dizem os homens lá embaixo. – Por que vocês não explicaram antes! Mandaremos martelos imediatamente. E assim, sobe uma carga de martelos. Quando os martelos chegam lá em cima, os trabalhadores aborrecidos jogam martelos e pás no chão e empurram os baldes de piche para um lado. Vocês podem imaginar a cena. Cada um deve ter pensado que o outro estava ficando louco. Logo, todos os trabalhadores começaram a discutir e brigar. – Mas eu disse tijolos? – Não, você disse piche. – Não, senhor, eu não disse! – Bem, eu entendi que ele disse pá – deve ter argumentado um outro. – Não, eu ouvi ele dizer martelo. Finalmente, devem ter chegado a uma conclusão. Todos os que concordam que tijolo significa piche, devem ter ficado juntos de um lado, imaginando o que deviam fazer. (As crianças que representam o “piche” formam um grupo e se separam do grupo grande.) – Vamos deixar que eles construam a torre por si mesmos – um deles deve ter sugerido. – Já estamos cansados disso. Tem tanta gente em volta desses tijolos. Olhem que lindo vale tranquilo além daquelas montanhas! Vamos juntar nossas coisas e nossas famílias e mudar para lá! Pouco depois, todas as pessoas que entenderam “pás” devem ter se reunido também e decidido abandonar a construção. (As crianças que representam as “pás” formam um outro grupo e se afastam do grupo grande.) Mais tarde, todos os que entenderam martelos devem ter se agrupado também e feito a mesma coisa. E por fim, deve ter ficado só o grupo dos que pediram tijolos. (As demais crianças, se agrupam e se separam também.) Dentro de pouco tempo, todos se afastam dali. A torre fica inacabada como uma grande lembrança do erro que cometeram. Quando encontram novos lugares para morar, se acomodam. (As crianças sentam no chão em grupos.) Assim, foram formadas novas nações, cada uma falando um idioma diferente e desenvolvendo diferentes estilos de vida. Deus sabe onde todos estão e entende o idioma de todos. Ele sabe exatamente o que precisam. Deus ainda ajuda povos de todas as nações – mesmo os que são tão diferentes dos outros. E (digam juntos a mensagem)... SERVIMOS A DEUS QUANDO AJUDAMOS PESSOAS DIFERENTES DE NÓS.

Encerramento

Fazer uma oração, pedindo a Deus que esteja com cada um dos alunos ao ajudar outras pessoas a se sentirem aceitas, incluídas no grupo. Lembrar as crianças de estudar a lição e fazer os exercícios todos os dias.

3 comentários:

Mirian Morais disse...

Boa tarde querida,sou da igreja adventista do Jardim vassouras em Francisco Morato,e esse ano me pediram pra ficar com as crianças do primario e jardim que estão sem professores,eu aceitei por amor as crianças mas não sei bem por onde começar ,encontrei seu blog e estou muito feliz por saber que tem algum lugar que eu possa trocar idéias ,se puder me dar algumas dicas meu Email é mirindoce@gmail.com,também tenho um blog de artesanatos quando der dá uma olhadinha,e veja se meu trabalho pode me ajudar no trabalho com as crianças por favor me ajude estou desesperada beijos e fique com Deus!http://meusonhoaqui.blogspot.com.br/

Mirian Morais disse...

A é claro que já to seguindo bjus!!

Pamela Antunes disse...

Falta na internet um local com às atividades diárias para às crianças. Agora mesmo estou procurando por isso. Minha folha ficou sem lição e não encontro na internet as atividades pra ela.