Quero agradecer os vários emails que tenho recebido e o carinho de todos que me visitam. Criei esse blog com o único objetivo de trocar ideias no trabalho com crianças na igreja. Também posto as lições de cada trimestre, que retiro do site http://www.advir.com/criancas/ onde baixo todos os auxiliares. Por isso não vejo a necessidade de colocar aqui, todas as partes de cada lição. Até quando puder continuarei postando apenas as histórias das lições, que estão nos auxiliares. Além de atividades e outras coisas mais. Espero estar ajudando e gostaria também de receber ideias novas. E assim continuar com esse site, que considero um trabalho na obra de Deus. Um grande abraço. Malu

terça-feira, 22 de junho de 2010

Incentivos de Presença

Feitos em:

EVA

SDC13771

FELTRO

SDC13769

BORBOLETAS FEITAS DE ADESIVO COLADO EM RADIOGRAFIA, COM ÍMA. O QUADRO É DE METAL.

SDC13774

abelinas

[FAVO+DE+MEL+PARA+LIÇÃO.JPG]

incentivo de pres

incentivo para verso aureo

MODELO DE MURAL E FLOR

domingo, 20 de junho de 2010

Fotos da 3ª Trimestral 2010 em Governador Valadares

Esses materiais foram confeccionados por várias artistas, contém a marca do site porque os mesmos foram fotografados por mim. E estão muito lindos. Beijinhos.

Malu

SDC13813

Crianças orando em EVA para o cantinho da oração

SDC13775 

Flores feitas em espuma para lembrança do Batismo da Primavera

SDC13776

Placa de Porta em EVA

SDC13777

Placa de Porta com Biscuit               Bíblia de caixa

SDC13778 SDC13780

Painel

SDC13784  SDC13786

Incentivos de Presença

SDC13787 SDC13788 SDC13790

Capa de Eliseu

SDC13791 SDC13792

Cantinho do aniversariante

SDC13793

Machado de Eliseu

SDC13794

Muito interessante esse incentivo para as crianças decorarem os 13 versos do trimestre. Cada sábado elas recebem 1 cartão com o verso áureo, uma surpresinha colada e um ímã atrás para fixarem na geladeira.

SDC13795    SDC13799 SDC13800

Tia Sueli contando a história de Elias quando se escondeu do rei Acabe e da rainha Jesabel, e os corvos foram alimentá-lo. Esse corvo em sua mão foi feito de meia calça preta e EVA.

SDC13801 SDC13802 SDC13803 SDC13804 SDC13805

Janela para a história de Samuel

SDC13806   

Painel removível para a história de Elias. O sol pode ser retirado e coloca-se a lua no lugar. O corvo também pode ser retirado.

SDC13810

Potinhos (Porta-treco) reciclados

Lindos potinhos que servem para recolher ofertas, lembrancinhas e outras coisas.

SDC13768 SDC13772 SDC13779 SDC13783 SDC13770 SDC13781 SDC13782

Obs: Estes potinhos foram feitos pela irmã Denise.

Missões Mundiais

image

Sábado, 26 de junho de 2010

PROGRAMA DO DÉCIMO TERCEIRO SÁBADO

Se sua divisão for participar do programa do décimo terceiro sábado para os adultos, preste atenção no seguinte:

  • Ensaie uma ou mais músicas do trimestre encontradas no manual e cante durante o programa ou enquanto é retirada a oferta.
  • Envie um bilhete aos pais, lembrando do programa e incentive as crianças a trazerem sua oferta do décimo terceiro sábado.
  • Enquanto a oferta é recolhida, relembre que as ofertas são destinadas a divulgar a Palavra de Deus em todo o mundo, e que um quarto da oferta do décimo terceiro sábado irá diretamente para a Divisão Euro-Africana, a fim de ajudar a completar os projetos mencionados na contracapa da lição da Escola Sabatina. Não esqueça de falar às crianças sobre o projeto infantil especial, uma classe de Escola Sabatina na igreja Romani (ciganos), na Bulgária.

Se sua divisão não for participar do programa do décimo terceiro sábado para os adultos, preste atenção no seguinte:

  • Apresente a história a seguir, promovendo o projeto especial das crianças durante o momento do Informativo das Missões.
  • Lembre as crianças de trazerem suas ofertas do décimo terceiro sábado. Conte o dinheiro arrecadado e informe quanto elas trouxeram durante o trimestre e quanto trouxeram no décimo terceiro sábado. Agradeça pelo que fizeram e mostre que as ofertas farão grande diferença para outras crianças no mundo.

Boas notícias para Maria

Maria tem oito anos de idade e mora na Bulgária [localizar no mapa]. Ela é Romani, um grupo de pessoas que às vezes são chamadas de ciganas. Antigamente, os ciganos viviam em tendas e viajavam constantemente em carroças cobertas, puxadas por cavalos. Eles vendiam potes, panelas, fitas e outras coisas, enquanto passavam pelos vilarejos. Hoje, os Romanis vivem em comunidades com outros Romanis. Eles têm seu próprio idioma e costumes. A maioria dos Romanis é pobre.

A família de Maria acabou de se mudar para uma cidade na Bulgária a fim de ficar perto da família de sua mãe. Maria tem muitos primos no vilarejo, por isso não se sente sozinha.

Nova amiga

Certo dia, Maria chegou em casa pulando de alegria. Violeta, sua nova amiguinha, a convidou para ir à igreja no sábado. Ela não sabia que existem pessoas que frequentam a igreja aos sábados, mas aceitou ir porque sua amiga disse que seria bem divertido.

– Por favor, mamãe, posso ir à igreja com Violeta?

A mãe pensou por um minuto e concordou. – Sim, Maria, pode ir!

Maria bateu palmas e correu para contar a novidade a Violeta.

– O que você faz na igreja? – Maria quis saber.

– Cantamos, recitamos versos bíblicos e ouvimos a professora contar histórias bíblicas. Algumas vezes, falamos sobre algo que Deus fez por nós. Quero contar aos meus colegas sobre o que Deus fez para mim durante a semana – respondeu Violeta entusiasmada.

– O que Deus fez por você? – Maria perguntou.

Milagre de Violeta

– Na semana passada, eu estava brincando de “esconder a moeda” com meu primo. Escondíamos a moeda em uma das mãos e fechávamos as duas; e o outro tentava adivinhar em que mão estava a moeda. Começamos a brincar muito depressa e, sem querer, coloquei a moeda na boca e engoli! Não senti dor, mas corri para dizer à minha mãe. Preocupada, ela me levou ao médico. Ele tirou raio X e viu a moeda no meu estômago. Disse que a moeda sairia do corpo em alguns dias. Mas, se não saísse, teria que ser removida! Fiquei assustada!

Minha mãe e eu oramos para que a moeda saísse naturalmente. Ela chamou as senhoras do grupo de oração da igreja para que orassem por mim.

Poucos dias depois, voltei ao médico, mas a moeda não tinha saído. Mamãe e eu continuamos preocupadas, e oramos fervorosamente. Mamãe pediu que as senhoras orassem novamente. Nós oramos muito. Fiquei feliz com as orações, pois queria que a moeda saísse sem precisar de cirurgia!

Combinamos que as senhoras voltassem no dia seguinte, mas antes que elas viessem, a moeda saiu! Mamãe e eu ficamos muito felizes. Mal podíamos esperar para contar ao grupo de oração que Deus respondera nossas orações. O culto de oração se transformou em um culto de louvor.

– Que interessante! – Maria disse – Mal posso esperar ir à igreja e ouvir novamente sua história.

Classe lotada

No sábado, Violeta e Maria foram para a igreja. Os membros se reuniam numa casa e como estava frio, as crianças se reuniram em um dos quartos. Maria gostou muito da Escola Sabatina, ouviu alguns adultos conversando sobre uma nova igreja e perguntou à amiga sobre o assunto.

– Realmente, estamos orando por isso – Violeta respondeu – nossa congregação está crescendo rápido, e muitas pessoas desejam fazer parte dela. Mas não há lugar para todos. Precisamos de um lugar maior para nos reunirmos, mas não temos dinheiro para construir uma igreja.

– Pedimos a Deus que ajude as pessoas ao redor do mundo a dar uma generosa oferta hoje para que possamos construir uma igreja capaz de abrigar todas as pessoas que queiram ir. E sabe o que mais? – Violeta perguntou alegremente – As crianças adventistas de todo o mundo nos ajudarão a construir sala para nossa Escola Sabatina. Vamos poder comprar cadeirinhas, mesas, flanelógrafos para as histórias e outras coisas necessárias para tornar a Escola Sabatina mais interessante e divertida.

– Uau! – disse Maria.  – Você acha que as crianças da África, Índia, América e Ásia ajudarão a construir nossa Escola Sabatina?

– Com certeza – disse Violeta. – Estamos trabalhando para conseguir a maior quantia que pudermos, mas as pessoas dos outros países estão nos ajudando também. É o que fazemos na igreja.

– Quero fazer parte de sua igreja – disse Maria. – Posso?

– Claro que pode – respondeu Violeta. – Jesus deseja que todas as pessoas façam parte de Sua família, e a igreja é Sua família!

Meninos e meninas, parte da nossa oferta do décimo terceiro sábado ajudará a construir uma sala para as crianças na nova igreja Romani no nordeste da Bulgária. Crianças como Maria terão um local adequado para aprender sobre o amor de Deus. Elas aprenderão a compartilhar sua fé, assim como Violeta fez com Maria. Vamos dar uma generosa oferta para que essas crianças saibam que são filhas de Deus.

(Oferta.)

Adoração Infantil

Amor sem fim, cadeia de convites

Verso para Memorizar: “Porque imenso é o Seu amor leal por nós, e a fidelidade do SENHOR dura para sempre. Aleluia!” Salmo 117:2

Materiais
Bíblia, duas tiras de papel, com aproximadamente 30 cm. de comprimento e 5 cm. de largura, fita adesiva, tesoura.

Lição Objetiva
O amor de Deus e a Sua fidelidade duram para sempre. Algo que dura para sempre significa que não tem fim. Vamos fazer algo que não tem começo nem fim e que se torna cada vez maior.
Mostre as duas tiras de papel. Onde está o começo destas tiras de papel? E o fim? Cole as tiras no sentido do comprimento.
Gire uma ponta e cole-a na outra extremidade (ver figura).

image

O papel fará uma curva. Assegure-se de colar bem com a fita adesiva.
Dobre o círculo resultante e corte ao meio (ver figura). Nota: deverá cortar tendo o cuidado de fazê-lo bem no meio. Quando chegar a uma pequena curva e não conseguir manter as tiras em paralelo, pare de cortar, e conclua desdobrando o círculo.
(Este duplicará seu tamanho.) Corte ao meio uma vez mais.
Agora nossas tiras de papel de tornaram em um grande círculo sem começo ou fim. O que nos diz o Salmo 117:2 que é para sempre, ou seja, que não tem princípio nem fim? Escutem. Leia o verso em voz alta. “Fidelidade” significa sempre cumprir as promessas e fazer o que você disse que faria. Deus é fiel e Suas promessas duram para sempre. Camyle, Thainá, Rhayla e Kauê descobriram isso, como veremos em nossa história de hoje.

História
Aconteceu em 2007. Camyle e Thainá são gêmeas e têm seis anos. Certo dia, a professora da Escola Sabatina, em Ijuí, desafiou seus alunos a convidarem um amigo para participar da Escola Sabatina na semana seguinte.
As irmãs ficaram muito motivadas para cumprirem essa tarefa e para alegria das duas, Rhayla aceitou o convite.
No sábado, as gêmeas foram buscar sua amiguinha bem cedo para irem juntas à Escola Sabatina. As meninas ficaram radiantes e quando chegaram na igreja apresentaram Rhayla à professora.
Rhayla gostou muito de cantar e de ouvir as histórias apresentadas pela professora e decidiu permanecer também na hora do culto. Quando chegou em casa, contou à sua mãe tudo o que tinha acontecido naquela manhã e pediu se poderia voltar
no sábado seguinte.
Desde aquele dia, Camyle e Thainá sempre vão buscar sua amiga para juntas irem à igreja.
Depois de um tempo, Rhayla perguntou se seu irmão Kauê poderia participar da Escola Sabatina e também conhecer a Jesus como ela O estava conhecendo. O que será que as gêmeas responderam? Vocês acertaram.
Os dois irmãos estavam muito felizes de participarem da programação da igreja pois não mais precisavam ficar sozinhos
em casa, o que acontecia frequentemente, visto que sua mãe trabalhava fora.
A mãe de Rhayla e de Kauê percebeu que eles estavam muito felizes e diferentes e aceitou participar de um almoço oferecido pelos membros da igreja depois do culto. Agora ela também está frequentando a igreja aos domingos à noite e às quartas-feiras. Além disso, está participando da classe bíblica!
A fidelidade de Deus não tem fim! Estou certa de que se Camyle,Thainá, Rhayla, Kauê e sua mamãe seguirem contando
de Jesus aos outros, o círculo de pessoas que O conhecerão muito em breve também não terá fim! Você também pode contar do amor de Deus a seus amigos e a seus pais.
(Se possível, entregue convites para alguma atividade na igreja.)

Um Menino Reparte

Lição 13 do Jardim da Infância 26 de junho de 2010

VERSO PARA DECORAR
“Não se esqueçam […] de repartir com os outros.” Hebreus 13:16, NVI.

image

Resumo da Lição
Multidões de pessoas ouviram Jesus durante o dia inteiro. Elas viram Jesus curar os doentes. À tardinha, elas estavam com muita fome, mas não tinham nada para comer. Um menino, entretanto, tinha cinco pãezinhos e dois peixes que desejava partilhar. Ele deu seu lanche a Jesus. Jesus orou sobre o alimento, e houve alimento suficiente para alimentar a todos, com muita sobra. De uma pequena quantidade de alimento, Jesus alimentou 5.000 homens, além de mulheres e crianças.
Esta lição fala sobre comunidade. Jesus viu a necessidade, e de uma pequena quantidade de alimento, alimentou mais de 5.000 pessoas porque Ele as amava e reconheceu a necessidade delas. As pessoas que amam a Jesus ajudam a satisfazer as necessidades de pessoas de sua comunidade.

Lição Bíblica
Cantar “Estamos Quietinhos” (ver p. 112, CD faixa 11).
Vivenciando a História
Reunir as crianças em um semicírculo. Durante nossa história de hoje, desejo que vocês façam alguns gestos. Vamos treinar antes de começarmos. Vocês precisarão ouvir atentamente a fim de saberem que gesto fazer.
Palavras: Ações:
fome esfregar o estômago peixe(s) juntar as mãos e movimentá-las como um peixe nadando menino sacudir o dedo mínimo Jesus apontar para o alto discípulos sacudir vários dedos gente sacudir os dedos das duas mãos Seria bom ter uma pessoa adulta ajudando a liderar os gestos enquanto outra pessoa conta a história.
Quantos de vocês já ficaram com fome [esfregar o estômago]? Vocês acham que Jesus [apontar para cima] cuida das pessoas que não têm o suficiente para comer? Hoje, vamos falar sobre como Jesus [apontar para cima] alimentou uma grande multidão de pessoas que estavam com fome [esfregar o estômago] com dois peixes [gesto de peixe nadando] e cinco pães que Seus discípulos [sacudir vários dedos] conseguiram com um menino [sacudir o dedo mínimo]. Muitas pessoas vieram de longe para ouvir Jesus [apontar para cima]. Algumas das pessoas estavam doentes. Elas esperavam que Jesus [apontar para cima] as curasse. Jesus [apontar para cima] começou a falar ao povo sobre o amor de Deus, e curou muitos doentes. As pessoas passaram momentos agradáveis com Jesus [apontar para cima] que até se esqueceram de que precisavam comer! Já estava quase na hora do jantar, e elas estavam com fome [esfregar o estômago]. Os discípulos [sacudir vários dedos] disseram a Jesus [apontar para cima]: – O Senhor não acha que as pessoas devem ir para casa, agora? Já é tarde e elas devem estar com fome [esfregar o estômago].
Jesus [apontar para cima] não queria que as pessoas fossem embora com fome [esfregar o estômago], de modo que Ele disse aos discípulos [sacudir vários dedos]:
– Deem-lhes alguma coisa para comer!
Os discípulos [sacudir vários dedos] olharam para Jesus [apontar para cima]. Era preciso muito pão e peixe [gesto de peixe nadando] para alimentar toda aquela gente! O que Jesus [apontar para cima] queria dizer?
Jesus [apontar para cima] perguntou: – Há alguém que tem algum alimento? André, um dos discípulos [sacudir vários dedos], disse:
– Um menino [sacudir o dedo mínimo] tem cinco pães e dois peixinhos [gesto de peixe nadando]. Mas tal quantidade de pão e peixe [gesto de peixe nadando] nunca vai dar para alimentar tanta gente [sacudir os dedos das duas mãos].
Jesus [apontar para cima] sorriu para o menino e disse: – Obrigado por partilhar seu lanche! Seu pão e peixe [gesto de peixe nadando] ajudarão uma porção de gente com fome [esfregar o estômago].
O menino [sacudir o dedo mínimo] também sorriu para Jesus [apontar para cima].
Jesus [apontar para cima] pediu que os discípulos [sacudir vários dedos] fizessem as pessoas com fome [esfregar o estômago] se assentarem. Elas se perguntavam como Jesus [apontar para cima] poderia dar a todas elas alguma coisa para comer com apenas o lanche do menino [sacudir o dedo mínimo].
Jesus [apontar para cima] orou; depois começou a dar pão e peixe [gesto de peixe nadando] para os discípulos [sacudir vários dedos] partilharem com as pessoas. E cada vez que Jesus [apontar para cima] dava para os discípulos [sacudir vários dedos] pão e peixe [gesto de peixe nadando], havia mais pão e peixe [gesto de peixe nadando]! Mais e mais pessoas comiam porque Jesus [apontar para cima] continuava dando mais pão e mais peixe [gesto de peixe nadando].
Demorou bastante tempo para alimentar a todos. Mais de 5.000 pessoas comeram naquele dia até ficarem satisfeitas. Quando as pessoas terminaram de comer, Jesus [apontar para cima] disse:
– Agora, vamos recolher as sobras de pão e peixe [gesto de peixe nadando].
Os discípulos [sacudir vários dedos] ajuntaram doze cestos cheios de pão e peixe [gesto de peixe nadando]! Muito mais do que os cinco pães e dois peixes [gesto de peixe nadando] que o menino [sacudir o dedo mínimo] partilhou com Jesus [apontar para cima]! Jesus [apontar para cima] realmente havia abençoado o alimento do menino [sacudir o dedo mínimo] enquanto Ele o partilhava com toda a multidão.

Encerramento
Cantar “Ir Para o Culto” (ver p. 104 , CD faixa 12).
Antes de irmos embora, vamos pedir a Jesus que nos ajude a partilhar o que temos com os outros.

je

cartaz